terça-feira, 19 de agosto de 2014

Barrinhas de Proteína Quest Nutrition

Oi gente! 

Hoje vim falar pra vocês das barras de proteína da Quest Nutrition. Que maravilha!!!!! Já provei vários sabores e ainda não achei um que não seja bom de verdade. 

Com 20g de proteína, possuem uma quantidade altíssima de fibras naturais prebióticas , vitais para o bom funcionamento intestinal. Possuem em média apenas 3g de carboidratos (fora as fibras). Baixos teores de gordura (entre 5 e 8g, porém são gorduras não-saturadas, gorduras boas). Feitas com Whey Protein e Milk Protein que são proteínas de alto valor biológico.Adoçadas com Sucralose!
Com saborizantes NATURAIS e ainda são livres de Glúten!!!


Já provaram? Qual sabor vocês referem???



Minha barrinha preferida: Chocolate Brownie 


Gostou deste post? Deixe o seu comentário, é muito importante pra mim!
Curta  FANPAGE  Siga  FACEBOOK PESSOAL  INSTAGRAM @lorysilvafit e fique por dentro do mundo saudável!
Use a tag #projetolory em suasfotos no Instagram

domingo, 17 de agosto de 2014

Goji Berry: Aliado para a saúde




100 gramas de goji berry contam com 50 vezes mais vitamina C do que uma laranja. Este nutriente é responsável por uma série de benefícios para o organismo. A vitamina C melhora a imunidade, o humor, ajuda a emagrecer, diminui o estresse, evita o envelhecimento da pele, proporciona resistência aos ossos, previne e melhora gripes e resfriados, contribui para a absorção de ferro, previne derrames e tem ação antioxidante. 
O alimento ainda é a maior fonte conhecida de carotenoides. Esta substância é importante para a saúde da pele e da visão. Uma pesquisa da Universidade de Sidney sugere que o goji berry pode proporcionar fotoproteção adicional em pessoas mais susceptíveis aos raios ultravioletas. 
O fruto também é rico em vitaminas do complexo B, especialmente a B1, B2 e B6. A vitamina B1 ajuda no funcionamento do sistema nervoso, muscular e cardíaco e é responsável por participar do metabolismo da glicose. A deficiência deste nutriente pode causar lesão cerebral potencialmente irreversível. 
Pesquisas apontam a importância da vitamina B2 como fator de proteção contra doenças cardiovasculares e processos tumorais. Já a vitamina B6 auxilia na degradação da homocisteína, substância que quando está em excesso na corrente sanguínea pode aumentar os riscos de doenças cardiovasculares. Além disso, ela tem um papel importante no metabolismo das proteínas, carboidratos e lipídeos e sua principal função é a produção de epinefrina, serotonina, que proporciona bem-estar, e outros neurotransmissores.

O goji berry também conta com 19 aminoácidos, incluindo os oito essenciais que o nosso organismo não consegue produzir e precisa adquirir por meio da alimentação. Os aminoácidos apresentam função essencial na manutenção da massa muscular, formação de células, proteínas e tecidos importantes. 
O fruto possui 21 minerais, estas substância tem função primordial na manutenção do equilíbrio hidroeletrolítico do organismo, manutenção da pressão dentro e fora das células e função protetora diminuindo os riscos de doenças. Entre os minerais, o alimento se destaca pela presença do germânio que possui atividade anticancerígena. 
O goji berry conta com beta-sisterol, que tem ação anti-inflamatória, cyperone, um fito-nutriente que proporciona benefícios ao coração e pressão sanguínea e fisalina, importante para portadores de hepatite B e C. A betaína também está presente no fruto, ela é usada pelo fígado para produzir colina, substância necessária para a formação de fosfolípides, componentes de todas as membranas celulares. Por fim, o goji berry conta com polissacarídeos, especialmente as beta-glucanas conhecidos como modificadores da resposta imunológica contra processos infecciosos.


A alta concentração de vitamina C e a grande quantidade das vitaminas B1, B2 e B6 são atrativos da fruta

 

Benefícios comprovados do goji berry


Melhora o sistema imunológico: O goji berry é rico em vitamina C. Este nutriente aumenta a produção de glóbulos brancos, células que fazem parte do sistema imunológico e que tem a função de combater microorganismo e estruturas estranhas ao corpo. A vitamina também aumenta os níveis de anticorpos no organismo. Assim, ela ajuda a fortalecer o sistema imunológico, deixando nosso corpo menos suscetível a doenças. 

Melhora a visão: O fruto é a maior fonte conhecida de carotenoides. Este nutriente é responsável por prevenir e auxiliar a saúde da visão. Alguns estudos também apontam que o goji berry possui quantidades significativas de zeaxantinas que melhoram a função da retina. 

Protege a pele: Os carotenoides presentes no goji berry também irão proporcionar benefícios para a pele. Uma pesquisa da Universidade de Sidney sugere que o goji berry pode oferecer fotoproteção adicional em pessoas mais susceptíveis aos raios ultravioletas. 

Ação anticancerígena: Uma pesquisa realizada em 2012 e publicada no Journal of the American College of Agriculture sugere que os polissacarídeos presentes no goji berry podem inibir a proliferação de células HeLa, tipo de células cancerígenas, por indução de morte celular. Os resultados mostraram que o fruto pode agir principalmente no câncer de colón e de colo de útero. 

Previne doenças cardiovasculares: Estudos publicados na Nutrition Research em 2009 indicam que o aumento do consumo de goji berry, por conter vitaminas C, E e A faz com que a ação antioxidante aumente e a oxidação do colesterol ruim, LDL, diminua. Consequentemente, o risco de doenças cardiovasculares diminui. 

Além disso, o beta-sisterol presente no goji berry tem ação anti-inflamatória e também contribui para estabilizar os níveis do colesterol. Já a vitamina B6 auxilia na degradação da homocisteína, substância que quando está em excesso na corrente sanguínea pode aumentar os riscos de doenças cardiovasculares. 

Protege o cérebro: O goji berry conta com ácidos graxos essenciais que são necessários para a síntese de hormônios e regulam o funcionamento do cérebro e sistema nervoso. Além disso, as vitaminas do complexo B e a forte ação antioxidante da fruta também contribuem para evitar problemas neurológicos. 

Proporciona bem-estar: A vitamina B6 presente no alimento tem como principal função a produção de alguns neurotransmissores, entre eles a serotonina, que proporciona bem-estar. 

Ação antioxidante: O goji berry possui forte ação antioxidante, isto porque ele é a maior fonte conhecida de carotenoides, substância que se destaca por esse benefício. Além disso, a vitamina C presente em grandes quantidades no alimento também tem ação antioxidante.


Thinkstock

Quantidade recomendada de goji berry

Para alcançar o efeito medicinal, a dosagem diária recomendada de goji berry é entre 15 e 45 gramas ou 120 ml do seu suco. A fruta pode ser misturada a outras frutas, saladas, sucos e iogurtes.
Como é fonte de energia, a goji berry seja ingerida preferencialmente pela manhã e antes de atividades físicas.  Se optar pela versão desidratada, é interessante que a pessoa consuma a fruta juntamente com um líquido pra hidratar as fibras e potencializar os efeitos benéficos.

Por se tratar de uma fruta importada, a versão in natura não é encontrada facilmente. Contudo, é possível achar a goji berry desidratada em lojas e empórios de produtos naturais e cápsulas com o pó da fruta em farmácias de manipulação. A caixa com 60 comprimidos pode variar de R$ 30 a R$120 e o pacote com 150g da fruta desidratada custa, em média, R$ 40.

Como consumir o goji berry

O ideal é consumir o goji berry de manhã, pois ele irá proporcionar energia para o dia que vai começar. O alimento pode ser misturado a outras frutas ou a saladas, sucos e iogurtes. No Brasil é difícil encontrar a versão in natura do goji berry, normalmente ele é consumido desidratado. Caso o alimento seja ingerido na versão desidratada é recomendado ingeri-lo com um líquido para hidratar as fibras e potencializar os efeitos benéficos. Outra opção interessante é consumir o goji berry na forma de suco. 

Suplementos e chás de goji berry

Algumas pessoas optam por beber o chá de goji berry, porém ainda não existem indicações ou estudos científicos renomados que comprovem os benefícios desta bebida. Os suplementos do goji berry só podem ser ingeridos após orientação médica e também não existem pesquisas científicas renomadas que mostrem que se eles possuem pontos positivos para a saúde. 


Contraindicações

Acredita-se que alguma substância do goji berry interaja com o P450, local no fígado onde muitos medicamentos são metabolizados. Por isso, o consumo do alimento não é indicado para quem faz uso de medicações diárias importantes como para o controle glicêmico e de pressão. 

Riscos do consumo em excesso

Alguns estudos realizados nos Estados Unidos apontam que o consumo excessivo de chás de goji berry tem ação inibitória de medicação utilizada para evitar trombose ou anticoagulantes. 

Fontes:

  • http://www.minhavida.com.br
  • Patrícia Bertolucci, nutricionista da PB Consultoria em Nutrição.
  • Professor doutor Edson Credidio, médico nutrólogo doutor em Ciências de Alimentos pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

 

Gostou deste post? Deixe o seu comentário, é muito importante pra mim!
Curta  FANPAGE  Siga  FACEBOOK PESSOAL  INSTAGRAM @lorysilvafit e fique por dentro do mundo saudável!
Use a tag #projetolory em suasfotos no Instagram

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Creatina: Saiba mais sobre este suplemento

 

O que é creatina?

Substância composta por 3 aminoácidos: Arginina, Glicina e Metionina, originalmente sintetizada no fígado e no pâncreas, a creatina pode ser encontrada em pequenas proporções nas carnes vermelhas e nos peixes. Aliás, uma quantidade bem pequena por sinal, já que seria necessário o consumo de 1kg de carne para obter a dose diária recomenda, que é 5g.

Como funciona a creatina?

Quando seus músculos se contraem, a energia gerada inicialmente para este movimento é um composto chamado ATP. O ATP fornece sua energia liberando uma de suas moléculas de fosfato. Ele então se torna um composto diferente chamado ADP. Infelizmente, só existe ATP suficiente para fornecer energia por aproximadamente 10 segundos, então para a contração muscular continuar, mais ATP deve ser produzido. O fosfato de creatina ajuda dando sua molécula de fosfato para o ADP, recriando o ATP. Este ATP pode então ser queimado novamente como combustível para mais contração muscular.
Esta maior síntese de ATP também evita que seu corpo use outro sistema de energia chamado glicólise, o qual tem o ácido lático como subproduto. Este ácido lático cria a sensação de “queimação” que você sente durante exercício intenso. Se a quantidade de ácido se torna grande demais o movimento do músculo para. Mas se você continua usando ATP devido à toda creatina que você tem, você pode minimizar a quantia de ácido lático produzido e se exercitar mais tempo e mais intensamente.



Qual o melhor horário para tomar?

A creatina não tem efeito imediato como a cafeína por exemplo, que você toma agora e depois de alguns minutos ela já está fazendo efeito, a creatina é de efeito acumulativo, então a dose que você tomar hoje, não vai influenciar em nada no treino do mesmo dia.
Mas levando em consideração que é comprovado cientificamente (pesquisas da Queens Medical Center, em Nottingham, Inglaterra), que ingerir carboidratos junto com a creatina, melhora e muito a absorção da substância, já que a liberação de insulina tem um papel importante no transporte da Creatina até as células musculares.Então eu vejo como melhor opção, tomar a creatina no pós-treino junto com a maltodextrina (ou Dextrose) e Whey Protein.

A cafeína afeta a Creatina?

Há controvérsias quando o assunto é a ingestão de cafeína, uma vez que ela pode afetar a absorção da Creatina pelo organismo. Cientistas belgas compararam os efeitos da ingestão de Creatina pura (5 mg para cada 1 quilo do peso corporal, uma vez por dia) versus a Creatina associada à cafeína (5 mg para cada 1 quilo de peso corporal por dia, por seis dias).
A quantidade de cafeína ingerida foi equivalente a 454 mg para um indivíduo de 90 quilos. Um copo médio de café tem em torno de 200 mg de cafeína. Portanto, 454 mg são equivalentes a um pouco mais que dois copos de café.
Os níveis PCr dos músculos aumentaram em ambos os casos. No entanto, a força de torque produzida (força aplicada às juntas, por exemplo, exercícios de extensão do joelho) melhorou 23% no grupo que tomou Creatina pura, mas não apresentou alterações no grupo que tomou Creatina e cafeína. Nesse estudo, a cafeína contrabalançou os efeitos ergogênicos da Creatina.
Muitos atletas bebem café e/ou refrigerantes e continuam adquirindo os benefícios da Creatina. Portanto, não é necessário eliminar aquela xícara de café pela manhã, pelo menos por enquanto.
Fonte: http://www.treinomestre.com.br

Saiba mais

 A suplementação com creatina tem se mostrado eficiente para aumentar o desempenho físico, a massa corporal, retardar o processo de fadiga e auxiliar na recuperação de atletas nas modalidades de força e velocidade. Isso porque no exercício de alta intensidade e curta duração, a energia necessária para fazer a ressíntese do trifostato de adenosina (ATP) provém predominantemente dos estoques de creatina fosfato (CP). Quando os estoques de CP são depletados há uma queda no desempenho físico, pois há uma incapacidade do sistema glicolítico em manter a ressíntese de ATP na mesma velocidade do sistema-CP. Desse modo, o aumento nas reservas musculares de creatina total e de fosforocreatina induzido pela suplementação de creatina, aumenta a disponibilidade de fosfocreatina e consequentemente acelera a taxa de ressíntese de ATP durante os exercícios anaeróbios intermitentes, favorecendo a melhoria do desempenho físico no exercício.

Os fabricantes alegam que as novas fórmulas são mais eficazes do que a clássica creatina mono-hidratada e que elas não retém líquido. Porém a creatina mono-hidratada é a forma mais estudada e a que mostrou melhores efeitos ergogênicos sobre a massa muscular e o desempenho físico anaeróbio, e mais, a creatina mono-hidratada por aumentar o estado de hidratação da célula muscular, estimula a síntese protéica. Portanto “reter líquido” é um efeito benéfico da suplementação de creatina. Diferentemente do que muitos acreditam a suplementação de creatina não causa danos aos rins em pessoas saudáveis. O principio que preocupa o uso da creatina é que a mesma pode levar ao aumento da creatinina sérica, que é excretada pelos rins; mas a análise dos níveis de creatinina sérica se torna uma medida inadequada para avaliar função renal em indivíduos suplementados, pois a creatina vai ser convertida espontaneamente em creatinina. A dose recomendada de creatina mono-hidratada é de 3-5 gramas diárias, recomendo o seu uso no pós-treino, pois há uma maior capacidade de absorção pela célula muscular e quando administrada juntamente com carboidrato sua absorção é potencializada. Os resultados esperados irão aparecer após atingir uma saturação de creatina e de fosfocreatina intramuscular, por tanto nos dias sem treino, deve-se manter o uso. Vale ressaltar que uma parcela da população não obtém resultados com a suplementação de creatina e doses maiores do que 10 gramas tomadas de uma única vez podem provocar náuseas, vômitos, diarreia, cefaléia e mal-estar geral. Sempre procure um nutricionista antes de fazer uso de qualquer suplemento, diz o nutricionista Thiago Sampaio.

Creatina Emagrece?

De acordo com a nutricionista Karine Lins, um medo envolvido com o uso da creatina, especialmente por mulheres ou pessoas que desejam emagrecer. Esse medo está especialmente associado a retenção hídrica provocada com sua suplementação. É importante compreender que sim, a suplementação de creatina aumenta a retenção de água, mas apenas nas células musculares. O que é benéfico, visto que este mecanismo está associado à hipertrofia muscular e a um aumento da síntese proteica. Essa retenção "vai embora" quando se interrompe o uso da creatina, mas os benefícios com sua suplementação permanecem.  Desta forma, a suplementação com creatina é uma das estratégias de minimizar a perda de massa muscular oriundas do emagrecimento. Entretanto, o uso da creatina deve ser bem orientado em conjunto com a dieta para, assim, alcançar o resultado desejado.


Gostou deste post? Deixe o seu comentário, é muito importante pra mim!
Curta  FANPAGE  Siga  FACEBOOK PESSOAL  INSTAGRAM @lorysilvafit e fique por dentro do mundo saudável!
Use a tag #projetolory em suasfotos no Instagram

sábado, 9 de agosto de 2014

Como perder a famosa “barriguinha” e “Pneuzinhos”?

Como perder a famosa “barriguinha” e “Pneuzinhos”.
Por Personal Trainer Cassiano Teixeira







Muitas pessoas me perguntam e não sabem mais como fazer pra eliminar a pancinha...
Realmente as gordurinhas extras na linha de cintura são um indicativo que estamos fora de forma ou desleixados com nós mesmos #néverdade?


Pois bem, ma verdade o que temos que fazer é baixar nosso % degordura, literalmente diminuir a quantidade extra que você tem de gordura no corpo.
 

-Primeiro erro: muitas pessoas nesta ambição desenfreada de eliminar a dita cuja panceps, ficam horas na academia , correndo , pedalando, subindo e descendo escada, andando de cabeça pra baixo, pulando corda e brincando de amarelinho no único intuito de gastar caloria, queimar gordura, secar a barriga pra compensar o tanto que come e ai é que vem o segredinho....você não consegue gastar tanta caloria na mesma proporção de que come.

-Segundo erro: fazer dietas não sustentáveis....não fique dando tiro no escuro, não adianta fazer dieta, você tem que estar em dieta, ter uma vida saudável. A palavra Dieta vem do Grego que significa “Modo de viver” então temos que viver em dieta.
 

-Terceiro erro: fazer muito abdominais pra emagrecer....Derrrrrrr, pensa se fosse assim, eu iria sair agora deitar no chão e ficar o dia inteiro fazendo abdominal, rsrsr... entenda de uma vez por todas, exercícios abdominais fortalecem a parede abdominal dando sim um aspecto de tônus muscular e estética legal....masssssssss nada disso acontecerá se ainda tiver a capa de gordura por cima né!!!!......sem esquecer que fortalecendo o abdômen você estará protegendo muito sua coluna e minimizando possíveis dores lombares.

Então pra emagrecer você precisa de DIETAR – TREINAR e DIETAR novamente!


Circuitos aeróbios aliados a musculação são interessantes quando o objetivo é simplesmente
diminuir % de gordura.
No processo pra ganho de volume é uma outra historinha como também definição é uma outra página do livro.
 

Procure profissionais pra lhe auxiliar neste processo, MÉDICO DO ESPORTE – NUTRICIONISTA – TREINADOR. Trabalho multidisciplinar trará resultados muito mais rápidos e duradouros, sem contar que sua saúde estará bem protegida.

Treinador Cassiano Teixeira
Whats: 34-9252-7194

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Dicas para prevenção do colesterol

Dicas para prevenção do colesterol


Dia Nacional de Combate ao Colesterol acontece no dia 8 de agosto como forma de alertar os riscos do colesterol alterado para a saúde

 


O colesterol alterado é um mal que afeta quase metade da população brasileira, sendo um fator de risco modificável para as doenças cardiovasculares, ou seja, pode ser prevenido pela alimentação saudável e a prática de atividade física.  É uma substância importante para o corpo, já que participa da produção de alguns hormônios e da vitamina D, mas se torna prejudicial quando seu nível no sangue fica acima do normal, facilitando a formação de placas de gorduras nas artérias e prejudicando a passagem do sangue.

No dia 8 de agosto acontece o Dia Nacional de Combate ao Colesterol como forma de alertar a população sobre os riscos para a saúde que o colesterol alto causa. Entre as causas do alto colesterol estão a predisposição hereditária, hipertensão, diabetes, tabagismo, má alimentação e sedentarismo. Por não apresentar sintomas, o colesterol alterado é detectado por meio de exames no sangue, nos quais são analisados os níveis de colesterol total, LDL (colesterol ruim) e HDL (colesterol bom).

 

Após diagnóstico positivo, o primeiro passo é a mudança na dieta. De acordo com a nutricionista da Vitalin, Alline Cristina Schüncke, a alimentação é fundamental tanto na prevenção quanto no tratamento do colesterol alto. “Quando detectada a alteração no colesterol, recomenda-se mudanças nos hábitos alimentares como forma de incluir alimentos que tragam benefícios à saúde, já que por meio da alimentação é possível controlar os níveis de colesterol”, afirma a profissional.

Alimentos ricos em gordura saturada, trans, sódio e embutidos devem ser excluídos da alimentação. A prioridade é a variedade de frutas, legumes, verduras, cereais, temperos naturais em substituição ao sal, carnes magras cozidas, grelhadas ou assadas. O consumo de fibras também é importante, já que se “ligam” ao colesterol e favorecem a sua eliminação.  Além da alimentação, o combate ao sedentarismo é essencial para a prevenção do colesterol alto. A prática regular de atividade física ajuda a reduzir o LDL e favorecer o HDL. O ideal é, no mínimo, 30 minutos de exercícios por dia, de acordo com a Organização Mundial da Saúde.

A nutricionista Alline Cristina Schüncke dá dicas de alimentos que ajudam na prevenção e tratamento deste mal e, por isso, devem fazer parte de uma dieta que combate o colesterol elevado:

  
Amaranto: fonte de fibras, ajuda a reduzir o colesterol, a pressão arterial e a controlar a glicemia. O grão oferece todos os aminoácidos essenciais ao organismo, além do carboidrato e proteínas.


Quinoa: um dos alimentos mais completos que existe, ajuda a controlar o funcionamento intestinal, absorção de colesterol e glicose


Chia e linhaça: são fontes de ômega-3, um tipo de gordura essencial para o funcionamento do organismo e que ajuda na redução do colesterol ruim e controle da pressão arterial. A linhaça promove alterações hormonais, que podem ajudar a reduzir os níveis de colesterol total e LDL.


Chá verde: possui catequinas, um polifenol que ajuda no combate ao colesterol. Além disso, é interessante para o emagrecimento e tem ação digestiva.


Biomassa de banana verde: rica em amido resistente, um tipo de fibra que colabora para o crescimento das bactérias benéficas do intestino e que dificulta a absorção do colesterol.


Aveia: fornece fibras que contribuem para controlar o colesterol sanguíneo ao se ligarem aos ácidos biliares, reduzindo a absorção de colesterol e gordura.


Azeite extravirgem: rico em gorduras monoinsaturadas, que ajudam a aumentar o LDL e controlar o colesterol. Além disso, tem ação antioxidante. 

Confira uma receita sugerida pela nutricionista, que pode ser incorporada a um cardápio anticolesterol:


Kibe Assado com Amaranto


Rendimento: 15 porções

Calorias: 130 Kcal por porção

kibe_amaranto.jpg


Ingredientes:


Massa


1 kg de carne magra moída (patinho)

1 xícara (chá) de trigo para kibe deixado de molho por 1 hora

100g de Amaranto em Flocos Orgânico Vitalin

2 dentes de alho picados

1 cebola grande ralada

2 colheres (sopa) de salsa picada

¼ de xícara (chá) de hortelã picada

2 colheres (sopa) de Zaatar (tempero misto árabe)

Sal, pimenta moída e cominho a gosto

Azeite de oliva para regar


Recheio:


2 cenouras médias raladas

250 g de espinafre, picados com talo e tudo

1 dente de alho picado

1 colher (sobremesa) de azeite de oliva

Sal e pimenta-do-reino moída a gosto


Modo de Preparo:


Massa:


Escorra o trigo de kibe tirando todo o líquido possível. Acrescente os demais ingredientes misturando bem. Prove e ajuste o tempero se necessário. Em uma forma untada com azeite de oliva, distribua metade do preparado de carne. Distribua o recheio por toda a superfície. Cubra com o restante do preparado de carne. Alise a superfície e regue com bastante azeite de oliva. Leve ao forno para assar por 30 minutos aproximadamente. Corte ainda na assadeira e sirva.

Recheio:Em uma panela coloque o azeite e o alho e refogue até o alho dourar. Acrescente o espinafre picado e refogue até murchar levemente. Acrescente a cenoura ralada e tempere com sal e pimenta. Refogue por 3 minutos e desligue. Reserve.


Gostou deste post? Deixe o seu comentário, é muito importante pra mim!
Curta  FANPAGE  Siga  FACEBOOK PESSOAL  INSTAGRAM @lorysilvafit e fique por dentro do mundo saudável!
Use a tag #projetolory em suasfotos no Instagram

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Nutrição adequada garante cabelos saudáveis

Nutrição adequada garante cabelos saudáveis
Por Nutricionista Alessandra Luglio
 
 O consumo de algumas vitaminas e minerais colabora para a manutenção da beleza e saúde dos fios

 
 Para manter os cabelos sempre saudáveis e bonitos é preciso uma alimentação equilibrada, já que alguns nutrientes são essenciais para o fortalecimento dos folículos do couro cabeludo, por onde crescem os fios.  O cabelo é formado pela queratina, a mesma proteína que forma as unhas. Biotina, zinco, selênio e silício são alguns dos nutrientes que colaboram para a saúde dos fios.

A biotina é uma vitamina do complexo B conhecida como aliada dos cabelos saudáveis, já que atua como cofator para a síntese de queratina, uma proteína essencial para a integridade dos fios. Essa vitamina ainda pode prevenir o aparecimento dos fios brancos, e sua carência aumenta o risco de oleosidade e queda dos cabelos. “A biotina não é armazenada pelo organismo, por isso deve ser consumida diariamente, sendo sua recomendação de 30mcg”, indica a nutricionista Alessandra Luglio.

Outro nutriente que favorece a saúde capilar é o silício, mineral também é importante para as unhas. Além de participar da formação do colágeno e da elastina, o silício faz parte das estruturas destes tecidos, garantindo um crescimento saudável e prevenindo a queda.
Já o zinco participa da formação da queratina, responsável pela estrutura capilar. “O zinco, junto com o silício, tem ação antioxidante que ajuda a neutralizar a ação dos radicais, que causam o aparecimento dos cabelos brancos”, completa a nutricionista. Outro mineral interessante para o cabelo é o selênio, também com atuação antioxidante e importante para a manutenção da saúde capilar.

A nutricionista Alessandra Luglio, indica alguns alimentos que podem ser incluídos no cardápio por serem fontes desses minerais, importantes para a saúde do cabelo:

Biotina: Leite, iogurte, ovos, soja, banana, abacate, abacaxi e cereais integrais

Silício: Aveia, banana, tâmaras, feijão e avelã

Selênio: Castanha-do-pará, farelo de trigo, semente de girassol, leite



Gostou deste post? Deixe o seu comentário, é muito importante pra mim!
Curta  FANPAGE  Siga  FACEBOOK PESSOAL  INSTAGRAM @lorysilvafit e fique por dentro do mundo saudável!
Use a tag #projetolory em suasfotos no Instagram

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

A 2 grandes verdades que ninguém te contou sobre as calorias


A 2 grandes verdades que ninguém te contou sobre as calorias 
 Por Treinador Cassiano Teixeira


2 grandes verdades que provavelmente você ainda não sabia sobre calorias.
Pra facilitar veja os cenários:
Cenário #1
Dois homens magros idênticos comem a mesma quantidade exata de carne por 30 dias.

A única diferença: um deles acaba de terminar um tratamento com uso de antibióticos.
Então agora ele tem uma deficiência daquelas bactérias boas que ajudam na digestão.
Será que o resultado pra ambos será o mesmo ? Claro que não !

Verdade #1
O que importa não é o que você coloca em sua boca, mas sim o que vai parar na sua corrente sanguínea.

O que passa direto não conta.
O criador da “caloria” , químico Wilbur Olin Atwater , do século 19, não tinha naquela época a tecnologia que a gente tem acesso hoje. Ele simplesmente incinerava os alimentos. E a incineração é diferente da digestão humana.



Cenário #2
Três mulheres com mesmo corpo, idade e peso. Cada uma consome 2 Mil calorias por dia durante 1 mês.

A primeira não consome nada além de açúcar refinado, a 2ª come apenas peito de frango e a 3ª só maionese.
O resultado da composição corporal das 3 vai ser o mesmo?
Com certeza não!

Verdade #2
As respostas hormonais aos carboidratos, proteínas e gordura são diferentes.

Não faltam estudos clínicos que provam que as calorias de um bife são diferentes por exemplo das calorias de um copo de uísque.
Um estudo comparou 3 grupos colocados em dietas com quantidade igual de calorias (isocalórica), composta por 90% de gordura, 90% de proteína ou 90% de carboidrato.

Os resultados foram bem diferentes:

1.000 calorias de 90% de gordura = perda de peso de 400 g por dia
1.000 calorias de 90% de proteína = perda de peso de 250 g por dia
1.000 calorias de 90% de carboidrato = ganho de peso de 100 g por dia

Conclusão :
Diferentes fontes de caloria = resultados diferentes

E você já tinha isso em mente?


Gostou deste post? Deixe o seu comentário, é muito importante pra mim!
Curta  FANPAGE  Siga  FACEBOOK PESSOAL  INSTAGRAM @lorysilvafit e fique por dentro do mundo saudável!
Use a tag #projetolory em suasfotos no Instagram

Posts Recentes

Instagram

Instagram
Sigam @lorysilvafit