terça-feira, 30 de julho de 2013

Carbos do bem

“As informações e sugestões contidas neste blog têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, profissionais de educação física e outros especialistas.”

Macaxeira, mandioca ou aipim, inhame, batata doce. Todos são tubérculos, ou seja, raízes de grande valor nutritivo.

"O carboidrato é o principal componente desses alimentos, mas contém também outros nutrientes. Principalmente o inhame, que dos três é o mais rico e contém cálcio, fósforo, ferro e complexo B", explica a nutricionista Sônia Aragão.

O inhame é também o que menos engorda. 100 gramas possui 97 calorias. A mesma quantidade de batata doce tem 118. E de macaxeira, 151 calorias.

No caso destes alimentos ricos em carboidratos, a recomendação é substituir, no lugar de acrescentar. No café da manhã, comer inhame, por exemplo, no lugar do pãozinho francês. Em cada prato, a mesma quantidade: 100 gramas. Mas, no final, o pãozinho pode pesar bem mais na balança. Ele oferece 171 calorias a mais. Neste caso, o inhame é a opção mais saudável.

No almoço, esses alimentos devem substituir o arroz. Em porções de cem gramas ou quatro colheres de sopa, a economia pode ser de, no mínimo, 67 calorias. Se o inhame, a batata ou a macaxeira vêm em forma de purê ou outros pratos que levam ingredientes como leite e manteiga, é melhor ter cuidado. Nesse caso, é ideal reduzir para duas colheres da receita.

Não se deve esquecer que o prato à base de carboidrato não deve ser o único alimento da refeição. “Outros ingredientes, como salada, proteína e feijão, têm que fazer parte para se ter uma alimentação balanceada", diz a nutricionista.

Para o jantar, as melhores opções são as sopas e as saladas. Dependendo do preparo, esses vegetais podem surpreender no visual e no sabor.

Ao lado, a chefe Marana Figlioulo ensina a preparar um delicioso creme de aipim.

Ingredientes
- 1kg de aipim descascado
- 200g de queijo coalho ralado
- 1 lata de creme de leite com soro
- 45g de creme de cebola em pó
- 200g de carne de sol
- 1 maço de couve manteiga frito

O primeiro passo é colocar cerca de quatro xícaras de água para cobrir 1kg de macaxeira e deixar cozinhar até virar uma papa. Quando ela estiver bem cozida, feche o fogo e acrescente o creme de cebola. Ele pode ser substituído por creme de aspargo ou de ervilha.

Deixe a mistura esfriar um pouco e bata no liquidificador com o creme de leite. Leve ao fogo só para dar uma aquecida. Acrescente o queijo ralado e deixe derreter. Está pronto.

O creme de macaxeira pode ser servido como entrada (dentro da moranga), como um consumê com cobertura de couve ou ainda numa versão mais sofisticada, em pequenas taças. Você pode cobrir com carne de sol ou charque cozido desfiado e um puoco de couve manteiga frita no olho.

A receita pode ser servida em qualquer evento chique, passando num coquetel como um volante quente. O prato custa aproximadamente R$ 16 e rende 15 tacinhas. Mas cuidado para não exagerar! Cada taça tem 295 calorias, portanto, a recomendação é consumir apenas uma, eventualmente.

Aqui tem receitas com aimpim e batata doce (salgado maromba)

Batata doce é o carboidrato ideal para quem quer emagrecer, dizem nutricionistas

 


Muitas dietas pregam o corte de carboidratos da alimentação para emagrecer de forma mais rápida. Mas esses alimentos são responsáveis por dar energia, por isso não devem ser eliminados da dieta, especialmente se você malha. Se a ideia é perder peso, invista em carboidratos "do bem", como a batata doce.
Queridinho de fisiculturistas e atletas, esse tipo de batata não é recomendado apenas para quem pratica alguma atividade física, mas também para quem deseja emagrecer. "Ela tem um baixo índice glicêmico, ou seja, a energia contida nela é liberada gradualmente no organismo, aumentando a sensação de saciedade", explica a nutricionista Elaine Fontes, do Spa Loongevity by Sisley.
Além disso, segundo a nutricionista Renata Fidelis, do Spa Sorocaba, a batata doce apresenta maior teor de vitamina A e de cálcio do que a batata normal. "Ela também é fonte de vitamina C, fósforo e potássio, o que garante mais energia para o metabolismo", acrescenta.
Fontes afirmam que a vitamina A é antioxidante, portanto o consumo do alimento é ótimo para quem pratica alguma atividade física. "Quando a pessoa está correndo, por exemplo, ela libera radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce, e essa vitamina na composição da batata tem um componente que impede isso", declara.
Com apenas 116 calorias a cada 100 gramas, a batata doce costuma ser associada ao frango para potencializar o rendimento do treino. "O frango é uma proteína de alto valor biológico, portanto o ideal é comê-lo com a batata doce duas horas depois do treino para ter o benefício", explica Fontes.
No entanto, Elaine Fontes alerta que esses alimentos não devem ser os únicos ingredientes das refeições. "O processo de emagrecimento não pode ter perdas. A pessoa emagrece porque está ingerindo menor quantidade de calorias, mas é preciso variar os grupos de nutrientes", afirma. "A pessoa pode comer o frango e a batata doce duas vezes por semana e buscar outros alimentos com índice glicêmico baixo", completa.
As nutricionistas ressaltam que a batata deve ser cozida. "Nada de fazer o alimento frito, pois o óleo já deixa a opção pouco saudável", afirma Fontes.
"A pessoa também pode consumir a batata doce assada, na sopa ou como purê; e quem estiver cansado do alimento pode trocá-lo pela mandioca, que também é uma ótima fonte de carboidrato, ainda que com menor teor de vitamina A", revela Fidelis.



A mandioca/Aimpim ou Macaxeira

Quem está de dieta procura resistir à tentação de comer mandioca, devido a sua taxa generosa de 125 calorias a cada 100 gramas.
Mas vamos dar uma notícia boa aos adoradores desse alimento: a raiz é rica em carboidratos e fibras. Isso é bom para emagrecer? Justamente pela alta quantidade de fibras, os carboidratos são transformados em energia bem devagar.
O alimento ajudará a acabar com a fome, regular o intestino e diminuir o inchaço abdominal.
Além disso, você ainda terá uma sensação de bem-estar.
Porém é importante lembrar que aliar à mandioca a dieta, exige alguns cuidados. Use a raiz para substituir outro alimento do grupo como arroz, batata, pão ou macarrão.
E nada de frituras! Não se esqueça que ela deve ser ingerida com um leve tempero e não frita.
Como se não bastasse, a raiz ainda tem vitaminas do complexo B que promove o crescimento, estimula o apetite e diminui os efeitos do envelhecimento precoce da pele.


Fontes: come-se.blogspot.com, www.blogetcetal.com www.hipertrofia.org, www.olhardireto.com.br


Curta  FANPAGE Siga  FACEBOOK PESSOAL  INSTAGRAM @lorysilvafit e fique por dentro do mundo saudável!
Use a tag #projetolory em suasfotos no Instagram
Mobli @lorysilva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Recentes

Instagram

Instagram
Sigam @lorysilvafit